Tuesday, December 19, 2006

ÁGUA: cuide da sua terra Brasil

O calor do verão de costume nessa época do ano demorou a chegar mas veio. A primavera de 2006 foi atípica na maioria das regiões do Brasil. Em algumas delas, a população precisou retomar seus casacos de inverno devido às baixas temperaturas marcadas. Mas, o verão está aí e o calor cada vez mais intenso, prometendo uma boa temporada de férias para as pessoas que ainda têm a possibilidade de aproveitar alguns dias de verão para ir às praias brasileiras. Porém, há de se levantar uma questão muito importante que atinge a todos, em férias ou não, que diz respeito à quantidade reduzida dos reservatórios de água na maioria das regiões.

O mundo em geral passa a viver com a adversidade da falta de água. No Brasil, somos privilegiados na maioria dos estados. No entanto, já há cidades que vivem com o problema constante da falta de água. Como é o caso da região da campanha do Rio Grande do Sul que está há mais de um ano em racionamento constante. Ainda mais, levando-se em conta que a primavera atípica fez com que as chuvas, normalmente intensas nessa época, fossem escassas.

O que podemos ver é que o problema de água já começa a apresentar-se no país em que tudo é abundante, ao menos era há algumas décadas, já que os problemas passam a surgir. Por isso, é preciso que a população comece a conscientizar-se mais quanto aos recursos naturais oferecidos por essa “terra maravilhosa” para que no futuro não seja necessário moldar-se aos costumes europeus, em que a natureza já foi tão prejudicada no ponto de tornar-se irreversível tais desperdícios.

Nesse verão, tenha consciência quando for lavar o carro, molhar a grama, trocar a água da piscina, para que possamos continuar levando as nossas vidas de uma forma tranqüila e saudável. Pois, se nós não cuidarmos do que é nosso, quem irá cuidar.

A França é conhecidíssima no mundo pelos seus costumes gerados pela falta de água. Você já pensou seguir tais costumes em um país tropical como o Brasil?

Por isso, reflita e se conscientize para que não soframos as mesmas conseqüências.

2 comments:

Gabriela Zago said...

Eeee! Bagé sendo citada sub-repticiamente! :D
Aqui a situação tah meio deprimente. O dia inteiro ficam passando nuvens carregadas pelo céu, mas as nuvens só passam. Elas não ficam. Nada de chuva :T Enquanto isso, o racionamento continua....

Alessa said...

Quanto tempo! Só por que se formou esquece nós, míseros acadêmicos... :(
bjs